terça-feira, 9 de novembro de 2010

A IGREJA QUE MEU BISAVÔ CONSTRUIU


Durante anos, meu pai me contava que a igreja Santa Maria, de Jaguariúna, havia sido construída por meu bisavô, avô dele, Wilhelm (Guilherme) Giesbrecht e que em algum local ali existia uma placa que afirmava isto.


Nunca fui com meu pai à cidade, mas o fato é que jamais esqueci disso. A primeira vez que me lembro ter ido lá foi em 1991. Procurei pela placa e não achei. E nem tinha ninguém para perguntar, pois a igreja estava fechada. Fui à cidade várias vezes depois e novamente encontrei a igreja fechada - e não encontrei a tal placa.


Nesse meio tempo, porém, eu descobri que não só meu avô havia mesmo construído o templo, como ainda era considerado como sendo um dos dois fundadores da cidade, em 1894. Com efeito, nesse ano ele havia construído "onze prédios e uma igreja" a pedido do Coronel Amâncio Bueno, que queria construir o núcleo de uma cidade ali. Ele morava numa fazenda bem junto ao futuro centro da cidade; por sua vez, o trem já havia chegado bem antes, em 1875, trazido pela Mogiana, que ali plantou a estação de Jaguari - que em 1945 virou Jaguariúna. Mesmo com o trem, a cidade só veio 19 anos depois.



Somente no ano de 2005, eu e Ana Maria visitamos a cidade com o intuito de finalmente conseguir entrar na igreja, que fica na praça central. Conseguimos: encontramos uma pessoa que nos abriu a porta lateral. A igreja estava bem. Havia sofrido uma reforma recentemente. Porém, só havia cultos em dias especiais, pois, muito pequena, foi ela substituída por outra, construída a uma quadra dali. Eu tentei convencer meu filho a se casar ali, mas acabou não vingando: um dos motivos era porque a igreja era pequena.


Ana tirou uma série de fotografias nessa ocasião. Algumas delas estão retratadas nesta postagem. O interior é realmente muito bonito. Não sei se todos os materiais que estão lá dentro são os originais.

3 comentários:

  1. E conseguiu encontrar a tal placa?

    ResponderExcluir
  2. Até hoje não sei se a placa existe, se foi removida do local, se está guardada...

    ResponderExcluir
  3. Conheci esta igreja. Tive sorte, pois como meus pais adoravam conhecer cidades, aos domingos disparavamos para algum lugar e Jaguariuna foi um deles. Igreja pequena, mas super cozy e ela estava ABERTA!

    ResponderExcluir