quarta-feira, 10 de novembro de 2010

A COROA QUE DESAPARECEU

Fotografia tomada de frente do ExpoCenter hoje à tarde, tendo ao fundo o rio e a Marginal do Tietê - que não podem ser vistos.

Hoje estive no Expo Center, para assistir à feira "Negócios nos Trilhos". Sabem como é: fui lá para encontrar pessoas, bater papo e trocar ideias. Deixei o carro um pouco longe e fui andando a pé para chegar ao pavilhão onde se situava a feira. Ele fica na rua José Bernardo Pinto. Você a conhece? Sabe onde fica? Pois é, nem eu. Mas onde é o Expo Center, sim, eu sei.

Aí, como sempre, fiquei pensando em como seria aquele local há muitos anos atrás, antes da retificação do Tietê. Tenho um mapa de 1952. Realmente, aquilo era um charco. Por esse charco passava a rua da Coroa. O local se chamava assim mesmo: Coroa. Esta rua ainda existe, apenas em um pequeno trecho; outros trechos trocaram de nome e alguns trechos desapareceram. A rua foi seccionada.

Fotografei, com o meu celular, o local, da rua citada no sentido Marginal do Tietê. O local é bem plano e só tem galpões e o estacionamento enorme. Um local sem atrativos nenhum e bastante árido. Antes do que há lá hoje, ali havia apenas um charco. Pelo menos, é o que se deduz olhando mapas antigos. A retificação deu-se ali no final dos anos 1950.



Dizem que o motivo do local se chamar Coroa era porque os inúmeros meandros que o Tietê fazia naquele ponto formavam lagoas e ilhas com a forma de uma coroa. Vejam o mapa e concordem ou não. No mapa acima, de quase 60 anos atrás, marquei com três círculos os pontos aproximados de onde hoje estão a rodoviária (primeiro círculo à esquerda), o shopping Norte (segundo círculo) e, mais ao alto, o local do Expo Center. Notar também a antiga avenida Cruzeiro do Sul e as duas linhas férreas da Cantareira.


Como os círculos não ficaram muito claros (sou ruim com esse negócio de fazer esses esquemas com o computador) mostro a área em detalhe acima.


Finalmente, neste mapa de 1997, a área como é hoje. Vejam que algumas ruas de 1952 desapareceram e outras apareceram. Aliás, o mais provável é que o mapa mais antigo não fosse exato.

6 comentários:

  1. Há uns 15 anos eu jogava futebol em um clube na Vila Guilherme, razoavelmente próximo da ponte, que se chamava Centro Esportivo da Coroa ou algo parecido (deve ser algo parecido, porque no Google não achei nada). Mas procurei no Google Maps e, à exceção de uma praça com um campo grande, não encontrei onde o clube fica ou ficava. Deve ficar ainda, pois poucos anos atrás li no jornal sobre um time paraguaio que treinou lá para um jogo da Libertadores.

    ResponderExcluir
  2. Aliás, não saíram as referências dos mapas na minha postagem: os mapas antigos são do Guia Levi de 1952; o mais recente é do Guia SP de 1997.

    ResponderExcluir
  3. Guia Levi 1952... bem que percebi que a ponte no mapa ja é a nova, a Ponte das Bandeiras. A anterior, de madeira, era alinhada à r. Voluntários da Pátria, um pouco mais a Leste. Bem, morreu faz uns 3 meses Curt Otto Baumgart, que ergueu o Center Norte. Ele contava que seu pai comecou a comprar terras ali em 1942, e que tudo era realmente um charco, onde se explorava areia há décadas. O shopping tem 26 anos ali. O complexo todo é chamado por eles de Cidade Center Norte. Tá agendada a construcao de uma mega arena entre o Lar Center e o ExpoCenter Norte... Valeu!

    ResponderExcluir
  4. Caro Prof. Ralph,

    Assisti uma aula sua no curso do ano passado no IHGSP e precisava lhe fazer uma consulta. Sou arqueólogo e fiz uma trabalho na região de Piracicaba, onde numa prospecção encontramos o que parecia ser restos de um moinho de pedra e cal enterrados no meio de uma plantação de cana. A estrutura está praticamente intacta e totalmente enterrada, o que nos suscitou bastante curiosidade. Sabendo do seu conhecimento da região através da leitura de um de seus artigos: http://www.estacoesferroviarias.com.br/lugaresesquecidos/santarosa.htm.

    Gostaria de saber se a localidade do mapa que te envio agora é dentro da antiga Faz. Santa Rosa. Gostaria também de saber o que havia antes, na mesma localidade. Entrevistando um trabalhador local, nos disse que seguindo para sul, em direção a rodovia SP 147 e ao rio, havia uma colônia com várias fileiras de casas. Nesse local, encontramos, bastante revirado por máquinas, uma grande quantidade de louças e vidros fragmentados, mas que pudemos identificar como pertencentes a década de 40 no mais recente. O mapa está neste link: http://maps.google.com.br/maps?rlz=1C1AVSX_pt-BRBR453BR453&q=mapas&um=1&ie=UTF-8&hl=pt-BR&sa=N&tab=wl

    Atenciosamente,

    Alexandre Bagniewski

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alexandre, nada posso dizer sobre isso, infelizmente. O seu link leva a um mapa da Grande São Paulo, não de Piracicaba. Abraços

      Excluir
  5. A ilha da Coroa foi usada pela Cantareira para atravessar o rio Tietê. Em vez de fazer uma ponte grande, fizeram 2 pontes bem menores.
    A travessia do Tietê (e do Pinheiros) sempre foi um problema para a população de São Paulo. Veja na seção Queixas e Reclamações do Estadão, em 21.10.1917, um leitor reclamando da cobrança de impostos na balsa da Freguesia do Ó:
    http://acervo.estadao.com.br/pagina/#!/19171021-14178-nac-0007-999-7-not

    ResponderExcluir