quarta-feira, 2 de março de 2011

NAUFRÁGIO NO RIO PINHEIROS

Carl Barks, "O Drama do Tio Patinhas", O Pato Donald #149 (1954)
As inundações em São Paulo são um enorme transtorno e não raro dão origem a tragédias, mas o que vi ontem de manhã quando cruzei de carro a ponte da Cidade Jardim no sentido centro foi algo bastante pitoresco.

Uma daquelas chatas que vivem navegando no rio Pinheiros com dragas estava encalhada na margem direita do rio. Torta, com parte afundada na água e parte apoiada na margem imunda, era a própria imagem de um navio encalhado na praia. A imaginação já me levou a lembrar um daqueles navios-pirata que tanto aparecem em files, ou mesmo um barco antigo abandonado depois de uma tormenta.

A tormenta, afinal, existiu no dia anterior. Como eu estive na noite anterior em São Paulo - fato raro - percebi que o rio estava bastante alto, quase a ponto de transbordar para dentro das avenidas Marginais.

Suponho que essa chata tenha sido deixada com a "maré" alta próxima à margem. Quando as águas baixaram durante a noite (de manhã, quando por ali passei, o nível da água estava praticamente normal), a chata encalhou na margem e ali ficou.

Infelizmente o trânsito sobre a ponte estava fluindo rapidamente e eu não tive como fotografar aquela curiosa imagem. Nem pude voltar para fazê-lo, pois começou de novo a chover e eu, depois, fiquei sem o carro.

Vai ficar na minha memória, apenas.

Um comentário:

  1. Lembranças aos piratas do tiet~e do quadrinista Angeli.

    ResponderExcluir