segunda-feira, 19 de setembro de 2011

CRACOLÂNDIA 2: A VERGONHA CONTINUA

O jornal da região mostra o assunto em Samaritá
O mesmo Marcos Nobrega que me enviou as fotografias tristes do túnel do Marapé em Santos, no último sábado, parece que complementou a notícia hoje, mostrando a Cracolândia na parte continental do município vizinho, São Vicente (sim, o primeiro município instalado no Brasil há já 479 anos).

Trata-se da aqui já comentada Samaritá, antes um importante entroncamento da linha que descia de Mairinque para o porto de Santos e da que seguia dali para Juquiá. Com a desativação da linha para o porto, em 2008, sem nenhuma preocupação de se retomar a linha de passageiros que ali existiu até 2000 (o saudoso TIM), o local, outrora estação ferroviária, oficinas, depósito, local de lavagem de vagões e outros quetais da Sorocabana e da FEPASA está virando poeira.
E o jornal, para piorar as coisas um pouquinho, escreve o inaceitável "tá" no lugar de "está"
Como sempre, o que é desativado vira ponto de encontro dos rapazes maus das famílias boas e das meninas boas das famílias más, além de hoje, claro, tráfico de drogas e do crack assassino. E por causa deste, forma-se a famosa cracolândia, terra de ninguém onde vivem vagando como zumbis os desgraçados que se meteram no vício.

É inacreditável e inadmissível que os governos federal, estadual e municipal lavem as mãos deixando esse pessoal vagar por aí sem ajuda alguma, sem cuidar da segurança das pessoas ameaçadas por alguns deles. É incrível que aleguem que a lei não permite que se os leve sem que eles queiram para abrigos ou para tratamento. Como se esse pessoal tivesse capacidade de julgamento para o que quer da vida.

Ora, se a lei não permite, que se mude a lei JÁ. Que se mexam deputados vereadores, juízes, povo interessado, mas se mexam de forma concreta, sem se sujeitar à burocracia imbecilizante que trava tudo neste país.

E em Samaritá, túnel do Marapé, rua Helvétia em São Paulo, interior de Pernambuco (como saiu no jornal O Estado de S. Paulo deste domingo) e trocentos outros lugares espalhados por este país de Deus, quem vive ali, SALVE-SE QUEM PUDER.

3 comentários:

  1. É uma situação triste e vergonhosa em todos os aspectos!

    Não que a circulação de Trens no trecho, fosse coibir o tráfego de drogas.
    Haja visto que trechos operacionais na capital, nas proximidades da Estação Mooca (Passarela de pedestres da Rua da Mooca) por exemplo, onde mesmo durante a luz do día, com o tráfego constante dos Trens Metropolitanos da CPTM e Cargueiros da MRS passando em ambos sentidos, NÃO É DIFÍCIL DE SE VER ELEMENTOS QUE PULAM AS GRADES E MUROS JUNTO A PASSARELA DA FERROVIA, PARA CONSUMO DE DROGAS ABAIXO DELA, SEM NENHUM CONSTRANGIMENTO. ESTÁ LÁ PARA QUEM PASSA A BORDO DOS TRENS METROPOLITANOS OU AQUELES QUE POR NECESSIDADE SE ARRISCAM A ATRAVESSAR A PÉ A PASSARELA VER!...
    Mas vez por outra, se vê seguranças e ou Policiais Ferroviários fazendo ronda no local, "TENTANTO" coibir estas invasões no terreno da ferrovia.
    De tempos em tempos, vem uma equipe de operários que corta o mato, enfim, alguma manutenção e fiscalização existe. Pois talvez do contrário, a situação seria MUITO PIOR.

    Mas em trechos onde a Ferrovia É TOTALMENTE DESATIVADA, O ABANDONO, INVASÕES E TODO TIPO DE COISAS ILÍCITAS É INEVITAVEL! POIS SE NÃO HÁ CIRCULAÇÃO DE TRENS, POR CONSEQUÊNCIA, NÃO HÁ MANUTENÇÃO, NÃO HÁ FISCALIZAÇÃO, NÃO HÁ SEGURANÇA, NÃO HA NADA!
    A NÃO SER O TRÁFEGO DE DROGAS, ASSALTOS, E POR AI VAI...

    Seria bom este Jornal que veiculou esta notícia, mencionar também que OS POUCOS CARGUEIROS QUE AINDA PASSAVAM PELO TRECHO FERROVIÁRIO SAMARITÁ, SÃO VICENTE E SANTOS, PARARAM DE OPERAR PELO TRECHO NUM PASSADO RECENTE, MUITO POR CULPA DE UMA PARCELA DA POPULAÇÃO LOCAL, QUE SE DIZIA INCOMODADA COM A PASSAGEM DESTES "POUCOS COMBOIOS" QUE PASSAVAM PELO TRECHO DIARIAMENTE!

    Mesmo sendo um trecho utilizado por uma concessionária que não nem é preciso citar o nome, aquela que faz de conta dá manutenção na linha, mesmo assim alguma manutenção esta operadora era obrigada a dar, para que os Trens pudessem circular. E Trens circulando, siginifica que a ferroviá não está em total estado de abandono.

    Mas, ao invés de ocorrer a melhoria na sinalização das passagens em nível nas áreas urbanas de São Vicente e Santos, segregação da Ferrovia com cerca e ou muros junto a estas áreas, MANTENDO A OPERAÇÃO DOS CARGUEIROS DA BITÓLA MÉTRICA QUE POR AÍ PASSAVAM NÃO!
    Foi colocada Bitóla Mista no trecho entre Piassaguera e Santos da antiga Estrada de Ferro Santos a Jundiaí, para permitir a passagem dos Trens da Bitóla Estreita. Que por consequência, resultou na desativação de todo o trecho Ferroviário que ainda estava operacional do Ramal Santos a Juquiá.
    "PORQUE UMA PARCELA DOS HABITANTES QUE CHEGARAM MUITO TEMPO DEPOIS QUE A FERROVIA JÁ EXISTIA, SE SENTIAM INCOMODADOS COM A OPERAÇÃO DOS TRENS!"

    Resultado;
    FERROVIA DESATIVADA = TUDO ABANDONADO, TERRA DE NINGUEM!
    "ATÉ A ESTAÇÃO FERROVIÁRIA DA CIDADE DE SÃO VICENTE, A ADMINSTRAÇÃO DESTA CIDADE FEZ QUESTÃO DE DEMOLIR, PARA PASSAR EM SEU TERRENO UMA AVENIDA OU SEI LÁ O QUE, QUANDO PODERIA TER REIVINDICADO A GUARDA DA MESMA, PARA IMPLANTAR NELA UMA BASE POLICIAL OU MESMO UM ESPAÇO CULTURAL A COMUNIDADE POR EXEMPLO!"

    Esta situação de consumo de drogas e coisas que acontecem em decorrecia disto junto a área da desativada Ferrovia não pode mesmo continuar.
    É PRECISO QUE AS AUTORIDADES COMPETENTES TOMEM AS DEVÍDAS PROVIDÊNCIAS!
    A POPULAÇÃO NÃO PODE FICAR A MERCER DESTE TIPO DE VIOLÊNCIA.
    MAS ME REVOLTA ESTA POSTURA DE UMA PARCELA DA POPULAÇÃO, QUE ENXERGA A FERROVIA COMO SENDO UMA COISA DO PASSADO, OU COMO SENDO UM INCOMODO.

    É como eu mencionei em outro comentário;
    AS PESSOAS QUE VÃO MORAR AO LADO DA FERROVIA E RECLAMAM DO BARULHO DOS TRENS, ESTÃO NA MESMA SITUAÇÃO DAS PESSOAS QUE VÃO MORAR AO LADO DOS AEROPORTOS E RECLAMAM DO BARULHO DOS AVIÕES!

    Francamente!...

    "AOS QUE REIVINDICARAM TANTO QUE FOSSE DESATIVADO A PASSAGEM DOS POUCOS TRENS DE CARGAS PELO TRECHO FERROVIÁRIO SÃO VICENTE / SANTOS, PARABÉNS!
    AGORA ESTÁ TUDO DO JEITO QUE ESTA PARCELA DA POPULAÇÃO TANTO QUERIA!..."

    ResponderExcluir
  2. Pequeno erro... São Vicente tem 479 anos! ;)

    ResponderExcluir
  3. Erro de conta... lamentavel. Corrigirei no texto

    ResponderExcluir