domingo, 16 de fevereiro de 2020

SOROCABANA - TODA UMA INFRAESTRUTURA JOGADA FORA (2020)


Fotos: Zé Corrizondo (Facebook) em 02/2020

As fotografias acima foram postadas ontem por José Corrizondo e mostram, segundo suas próprias palavras, a destruição da E. F. Sorocabana na Ponte do rio Capivara e arredores, na região do bairro rural de Cardoso de Almeida, no município de Paraguaçu Paulista. As duas da direita, embaixo, mostram uma passagem de nível em Cardoso de Almeida.

O fotógrafo, no caso do rio Capivara, relata que devido ao difícil acesso ao rio, por causa das plantações de cana e a mata ciliar, ele conseguiu as fotos com seu drone.

Os trilhos parecem ainda existir durante toda a região, porém, muito deles está coberto por mato.

Esta é a situação em praticamente toda a linha que deixou de ser usada a partir de 2017, abandonada que foi pela concessionária.

Da linha-tronco da Sorocabana sobram apenas os trechos entre Julio Prestes e Amador Bueno (43 km), usados pela CPTM com seus trens metropolitanos e o trecho Pantojo-Rubião Jr. (205 km). A primeira estação é o ponto de cruzamento da linha Campinas-Santos e a última, por onde entram os trens do antigo Ramal de Bauru e a velha Noroeste.

Os restantes 594 km estão em situação igual à de Cardoso de Almeida, salvo raros trechos onde ainda se podem ver trilhos e há pouco mato.

Infelizmente, a tendencia é de piorar. Eu realmente não entendo por que não se pode tentar a reutilização da linha por trens cargueiros e/ou de passageiros.


8 comentários:

  1. Feliz por seu blog estar de volta. Amo suas postagens.

    ResponderExcluir
  2. Situação idêntica na linha Paulista de Bauru a Panorama. Não sei como está de Bauru a Jundiaí.

    ResponderExcluir
  3. Curioso - então, por que esses trechos foram construídos e mantidos até há pouco tempo atrás? Uma possível explicação seria o fato de que o aumento de tráfego que viria do trecho pós-Rubião e de Bauru-Panorama exigiria investimentos adicionais nas linhas posteriores, particularmente entre Mayrink e Santos. Aparentemente a concessionária não quer fazer esse investimento em função do volume de carga relativamente baixo que viria desses trechos.

    ResponderExcluir
  4. O Governador Dória diz que vai levar trem de passageiros até Americana. Será ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. só na outra encarnação , esse projeto já está com vários anos , nem o trecho anunciado entre jundiaí-campinas pelo Marcio frança que era "só" refazer o sistema de eletrificação até hj nao conseguiram fazer .. imagine esse. e outra.. dividir cargueiros com passageiros vai cair a qualidade , imagine só quando a ferrovia norte sul estiver concluída, vai descer muitos mais trens.

      Excluir
  5. Já fizeram tantas promessas ferroviárias nas últimas décadas que fica difícil acreditar nelas - tipo "O Menino e o Lobo". Só resta torcer por uma tremenda zebra.

    ResponderExcluir