domingo, 17 de janeiro de 2021

VERGONHA NACIONAL

Foto: monitormercantil.com

O texto abaixo foi escrito por Paulo Skaf. Ele registra, por acaso, tudo que eu penso desta vergonha que está disseminada neste Estado e neste País. 

Como pode um governador, em plena pandemia, aumentar impostos desta forma?

Segue o texto:

GOVERNADOR JOÃO DORIA AUMENTA IMPOSTOS E DESCUMPRE A PALAVRA PUBLICAMENTE EMPENHADA

Os decretos sobre ICMS publicados nesta sexta-feira (15/01) pelo governo de São Paulo são uma decepção para todos os contribuintes do estado. Pressionado pela ameaça de protestos, o governador João Doria havia se comprometido publicamente a rever a alta generalizada de impostos. Chegou a dizer que não permitiria que a “população mais vulnerável” fosse penalizada com o aumento da carga tributária.

Infelizmente, o que o governador Doria fala, não se escreve.

Os três decretos publicados hoje são um tímido recuo diante da ruinosa tragédia fiscal que o governo Doria quer colocar em prática.

Foi anulado de imediato o aumento de impostos de forma integral apenas para quatro operações, dentre as DUZENTAS atingidas pela medida do governo Doria.

As operações de venda de insumos agrícolas, por exemplo, tiveram suspenso o aumento de alíquotas, mas apenas para vendas dentro do estado de São Paulo. Nas vendas das empresas paulistas para todas as outras 26 unidades da federação, a alta de impostos segue valendo — o que gera problemas óbvios de competitividade.

Para algumas operações como venda de carne bovina e eletrônicos, o aumento do tributo permanece, mas há uma previsão de redução do aumento para o dia 1º de abril, popularmente conhecido no Brasil como o dia da mentira. Piada pronta.

As medidas de hoje deixam claro que o governo quer manter o aumento para produtos como DERIVADOS DE LEITE, CARNE, INSUMOS HOSPITALARES (inclusive seringas) e INSUMOS DAS INDÚSTRIAS, entre tantos outros.

Numa época de agravamento da pandemia, forte crescimento dos infectados e mortos pela COVID, e que milhões de pessoas que perderam seus empregos enfrentam dificuldade na obtenção do sustento de sua família, se esse plano seguir em frente, viver em São Paulo ficará mais caro. Produzir em São Paulo ficará mais caro. Gerar empregos em São Paulo ficará mais caro. É dramático que o governo tente impor um plano desses em plena pandemia.

Até agora, a única manifestação pública do governo sobre o assunto limita-se a um infantil jogo de palavras, por meio do qual tenta gritar aos quatro ventos que "aumento de alíquota praticada" ou de "base de arrecadação" é diferente de "aumento de imposto”. Não é diferente. Qualquer um que pague impostos sabe disso, aqui ou em qualquer outra parte do mundo.

Aumentar qualquer imposto é inaceitável. Por isso, a Fiesp luta na Justiça para reverter os aumentos de tributos de todos os setores atingidos, pois ameaçam o consumo das famílias e os empregos de São Paulo. Iremos até o fim contra essa tirania praticada por aqueles que deveriam zelar pelo bem de nosso estado.

Paulo Skaf
Presidente da Fiesp e do Ciesp

 


6 comentários:

  1. Politicagem ou seria picaretagem?
    São tantos picaretas políticos que o Brasil tem, esses "mequetrefes" defendem apenas aos seus próprios interesses!

    ResponderExcluir
  2. Oi! Vc é a pessoa que criou o site das ferrovias do Paraná, né? Eu tenho usado muito o seu site há tempos e antes de tudo queria agradecê-lo e parabenizá-lo!
    Eu sou botânica e curadora do Museu de História Natural de Estocolmo e estou mapeando e georrefenciando os locais de coleta do botânico sueco Per Dusén no Paraná.
    A gente sabe que ele se deslocava de trem, tinha até um vagão próprio e era muito amigo do engenheiro Lange e do pintor (que esqueci o nome, rsrsr).
    Tem algumas localidades que o Dusén aponta que não consegui ainda identificar onde ficam. Uma delas ele chama de Turma 23 e eu acho que fica na região de Desvio Ribas baseado nas datas em que ele coletou lá. A outra é Capão Grande, também naquela região, mas eu não acho nada por alí com esse nome e não dá pra ter certeza se ele se refere à um tipo de vegetacão ou localidade. (Eu acho mais que é localidade).
    Será que a gente poderia trocar algumas figurinhas? Tenho muita coisa traçada no google earth.

    Obrigada e obrigada pelo site mais uma vez!


    Karin dos Santos
    karin.santos@nrm.se
    PS.: Mandei essa mesma mensagem pelo Messenger também

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um Expert! É de você mesmo que eu preciso!
      Mas e aí? Alguma luz sobre o que vem a ser Turma 23?
      Abracos!

      Excluir
  3. Vivemos um tempo de mentira na política.
    Chegamos ao fundo do poço.
    Força caro Ralph. Se vivo fosse o velho Sud ficaria chocado em ver aonde chegamos.

    ResponderExcluir