terça-feira, 9 de junho de 2020

DE ARARAQUARA A SÃO PAULO DE TREM (1881)


Locomotiva V-8 em Araraquara em 1979 - Foto João Pires Barbosa Filho

Não era fácil a vida sem os trens como transporte a longa distância. 

Em dezembro de 1881, a cidade de Descalvado já tinha trens praticamente diretos para São Paulo. Eram oito horas de trens, com baldeação ou troca de locomotivas em Jundiaí e paradas em todas as estações do percurso.

Araraquara não os tinha. A promessa era receber a linha da Paulista até 1885. As obras acabavam de começar a partir de Rio Claro.

A solução era ir de cavalo, ou troleys ou qualquer carro dos vários tipos que faziam transportes pelas pavorosas etradas da Província.

Era uma viagem de dez horas de Araraquara até Descalvado. Mais as oito horas de trem para a Capital. Um dia e meio.

Hoje, pode-se fazer Araraquara a São Paulo de automóvel, em pouco mais de três horas. Levando multas no radar, consegue-se fazer  em menos de três. 

De trem, a viagem não pode ser feita mais já faz mais de vinte anos (Araraquara - Rio Claro - Campinas - Jundiaí - São Paulo era o caminho mais curto de trem em cerca de seis horas). O ramal de Descalvado fechou há mais tempo, em 1977.

Um comentário:

  1. Quando pequeno, meu pai e eu viajamos de trem de Araraquara para São Paulo, já de adulto fiz este percurso de carro, isso sem dizer dos radares que ficam á espreita esperando você passar.

    ResponderExcluir