sábado, 27 de agosto de 2016

RESTOS DA ESTAÇÃO DE GARÇA, SÃO PAULO


Recebi o e-mail hoje, do amigo Silvio Rizzo, que teve o desprazer de passar por Garça e fotografar a estação de "Garça-nova", aberta pela FEPASA em 1974.

"Seguem fotos tiradas esta semana da estação referida. Não tinha passageiros ou trem de carga mas sim, 2 jovens, menino e menina, na faixa de 20 anos, fumando maconha 2 horas da tarde sem o menor constrangimento com minha presença."

Havia mais fotos. Achei que estas seriam suficientes para se ter uma ideia da quantidade de dinheiro jogado fora com a construção de uma estação deste porte que não funcionou nem por 20 anos. Os desvios, muitos - o pátio era grande - foram retirados em 2001, sobrando apenas a linha principal, por onde não passa hoje em dia trem algum, fruto do enorme descaso dado pelas concessionárias e, por conseguinte, por nosso governo, às ferrovias brasileiras em geral.

Apreciem com moderação.







2 comentários:

  1. Olá Ralph

    Eu sou o Leonardo Cardeal, um geógrafo pesquisador de Osasco. Estou buscando levantar dados sobre a Vila Ferroviária Dona Leonor, próxima a estação de Osasco, fundada em 1954 (na época Estrada de Ferro Sorocabana, hoje CPTM).

    Você sabe alguma coisa sobre essa Vila Leonor? Muito obrigado pela ajuda

    ResponderExcluir
  2. Isso é o resultado de mais de 2 décadas de PSDB no estado de São Paulo , É uma pena ver o estado mais populoso e importante do pais dar as costas para o setor ferroviário tanto para cargas como para passageiros , lógico tá na cara trem não paga pedágio e IPVA e nessa quem paga por isso é todos nós.pois isso ai abandonado não é dinheiro particular e sim dinheiro público mal administrado nas mãos desses incompetentes.

    ResponderExcluir